quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Cultura bem diferente

O Afeganistão possui poucas revistas femininas, dentre elas a: "Malalai". A revista tem 64 páginas e evita abordar alguns assuntos, como divórcio e contraceptivos. Malalai, nome de uma lendaria heroina afegã, é o título de um semanário de serviços para as mulheres e que também abre espaços para noticias políticas e culturais.

Jamila Moujahed, é a redatora-chefe de "Malalai", a primeira revista feminina afegã publicada desde o fim do taliban. Essa revista assumiu uma missão que pareceria simples num outro país, mas é muito complexa no Afeganistão: tornar as mulheres novamente visíveis. O detalhe mais curioso é que a publicação é vendida por um valor equivalente a R$ 0,36.

"Malalai Joya, a jovem delegada afegã da província Farah, perto da fronteira com o Irão, que fez furor há dois anos quando criticou duramente os líderes jihadi afegãos durante uma sessão do Loya Jirga (o Parlamento local) constitucional, foi eleita pela sua província natal nas eleições do passado dia 18 de Setembro." - http://www.ateismo.net/diario/2005/10/parabns.php

No site da Globo.com tem uma página com a sinopse do Inimigos da Felicidade (Vores Lykkes Fjender), documentário cuja personagem é a Malalai. O documentário até participou do Sundance Film Festival - link da premiação no You Tube.

4 comentários:

Gabriela (anjodeasastortas.zip.net) disse...

Muito interessante! Acho legal ver como a cultura muda de um lugar para o outro com essa facilidade toda!

Obrigada pelo comentário querida

Beijinhos

Henrique Moreira disse...

Olá Litza. Obrigado pela visita. Parabéns pelo tema do Blog. Confesso que não sou já um "consumidor" de revistas e quando o fui, era assinante de revistas de especialidade (Vela e Astronomia).
Nos tempos actuais, o meu desapontamento com a Humanidade fez com que virasse a minha atenção para o indivíduo, daí ter-me afastado das publicações generalistas.
No entanto, deixo aqui o meu desejo de muito sucesso para este Blog e para o teu trabalho jornalístco.
Beijos

Márcia(clarinha) disse...

Tantas culturas, outras histórias que merecem ser contadas, gostei de saber...
lindos dias,flor
beijos

citadinokane disse...

Litza,
Parabéns pela iniciativa, assim aos poucos vou desnudando o universo feminino, através das "leituras femininas".
Beijos,
Pedro